.: Lua, de Luana

Uma mulher que gosta de viajar e conhecer lugares/pessoas.
"Lua vai dizer" foi inspirada na música de Katinguelê, a "Lua vai iluminar os pensamentos dela". Sendo assim, pretendo iluminar os caminhos de vocês. Boa viagem! :)

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Fernando de Noronha - Pernambuco

Morro Dois Irmãos, cartão postal de Noronha
Noronha já é mais que conhecida como um dos paraísos brasileiros, tendo a praia do Sancho como uma das praias mais belas do mundo. Fui a Fernando de Noronha em 2008 com minha mãe e, como já faz um tempinho, não vejo a hora de voltar. 

COMO FUI: de avião saindo de Recife. Tem a opção de cruzeiro, porém é preciso verificar a temporada de saída dos navios e ainda assim não se aproveita muito a ilha (pelo que sei fica apenas 1 dia e meio lá). Por ser de Recife muita gente dizia: "Ah, Recife? Pertinho né, dá pra vir direto". Soooonha coração, ir a Noronha custa um pouco caro. Passei 4 dias, 3 noites e basicamente deu pra conhecer tudo. Acredito que 7 dias no máximo dá pra você desfrutar de tudo de bom da ilha sem bater aquele arrependimento de ter faltado algo para conhecer.  

Chegando no porto de Noronha...
HOSPEDAGEM: lá a maioria das opções de hospedagem são em pousadas domiciliares (mas com preço de hotel). Como a vila é pequena as pousadas praticamente ficam próximas umas das outras, mas sempre é bom pesquisar sobre conforto e atendimento. Não lembro o nome da pousada que fiquei, mas sei que era no caminho para o porto. Sempre vejo minhas hospedagens pelo Booking, então olha direitinho e veja a melhor opção (principalmente pro bolso). 

O QUE FAZER: PRAIA, MERGULHO, TRILHA! Estar em Noronha é ter contato com água transparente, beleza natural e energia de vida a todo momento. À noite ainda tem um forró no bar do Cachorro (Noronha tem muito cachorro. Eles nadam, mas não a ponto de atravessar o oceano). Dos principais passeios que indico:
"Sereia..."
Ossos de tubarão, no museu do Tubarão

1) Ilhatour: passeio de barco acompanhando o litoral da ilha (mar de dentro/mar de fora). É possível ver os golfinhos nadando, o visual das praias, o mapa do Brasil no Buraco da Sapata e tomar um banho maravilhoso da baía do Sancho. A água de Noronha é tão transparente que 12 metros de profundidade pareciam 2 metros. 

2) Planasub: não cheguei a fazer o mergulho de cilindro na época por questões financeiras, mas está na minha lista de desejos. Sendo assim fiz o planasub que é o seguinte: uma lancha puxa os mergulhadores que vão segurando uma prancha. Em uma hora de passeio vemos arraias, tartarugas e inclusive um navio grego naufragado.

Vista do forte para a praia
3) Caminhada histórica: ideal para quem gosta de conhecer a história do lugar. O percurso não é tão extenso, porém permite conhecer o forte Nossa Senhora dos Remédios (foto abaixo), o centro da ilha e uma bela vista das praias.

Banho refrescante na baía do Sancho
4) Baía do Sueste: bom pra mergulhar e ver o local de alimentação e desova de tartarugas marinhas. 

5) Praia do Atalaia: não conheci pois tem uma quantidade máxima de acesso de pessoas por conta da preservação ambiental. O que sei é que o mar tem 1 metro de profundidade e que você tem que flutuar na água, evitando não tocar no chão. Deve ser voar nadando e apreciando o paraíso marinho.

Dentro do forte
6) Praia do Sancho: por meio de trilha que, por sinal, numa parte do caminho pra ter acesso a escada da praia você desce no meio de uma fenda. Caminhada de boa que te dá acesso a praia mais linda do Brasil, segundo pesquisas e corações de turistas.


"Pedaço de sonho que faz meu querer acordar pra vida... Ai ai ai"
O QUE É BOM SABER: além da passagem aérea e hospedagem a visita à ilha conta com taxas de acesso e preservação ambiental. Na época que fui tinha apenas a TPA (Taxa de Preservação Ambiental) que é paga por dia de estadia e custava uns 33 reais. O valor atualizado e mais informações da ilha encontram-se no site oficial de Fernando de Noronha.
Falam que na ilha tudo é absurdamente caro, mas vi preços de alimentação variados. Claro que o preço de uma água mineral é o dobro, então vá com o bolso preparado, mas dá pra economizar comprando lanches pra comer durante os passeios e não precisar se e$baldar nas refeiçõe$.

Vamos? Me leva?
Abraços fortes como o mergulho dos golfinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário