.: Lua, de Luana

Uma mulher que gosta de viajar e conhecer lugares/pessoas.
"Lua vai dizer" foi inspirada na música de Katinguelê, a "Lua vai iluminar os pensamentos dela". Sendo assim, pretendo iluminar os caminhos de vocês. Boa viagem! :)

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Jericoacoara - Ceará

ONDE FICA: A 300km oeste de Fortaleza, capital do Ceará. Região Nordeste, Brasil

Duna do pôr-do-sol
COMO CHEGUEI: Recife - Fortaleza de avião em 2014. De Fortaleza comprei o translado Fortaleza-Jeri-Fortal através de uma agência, porém fui novamente pra Jeri em 2017 e mudei para outra que tive problemas posteriores. Infelizmente estou sem agência para indicar no momento. O valor sai em média, para 2 pessoas, por R$320 (ida e volta) - valor atualizado em 2017. Tem a opção de pegar o ônibus na rodoviária, que certamente é mais barata, porém a agência pega você em Fortal no aeroporto ou em hotéis próximos a orla.

Árvore da preguiça
Mesmo que você vá de carro, em um certo momento do trajeto, todos os veículos (van, carro, ônibus) param em Jijoca, onde lá se pega uma jardineira (rural, pau-de-arara) e segue para Jericoacoara em meio às dunas. Não é tão confortável e esse trajeto dura 01h30 mais ou menos. Tem a opção de ir de Hilux ou helicóptero, o que é bem mais caro. Como só nasci linda e não rica, fui de jardineira...rsrs.
 HOSPEDAGEM: As pousadas e hotéis de Jeri, em sua maioria, são pequenas e bem aconchegantes.
Lagosta, camarão e peixe. Delícia!
As diárias ficam em média por R$110 duas pessoas (variam pois lá tem albergues, que são mais baratos, e hotéis maiores, que são mais caros), dependendo é claro do período que você for. 
 

FIQUE, NO MÍNIMO, 3 dias. Não é pra assustar, cada um faz seu roteiro, mas o trajeto Fortaleza-Jeri é um pouco cansativo e faz você perder mais ou menos metade do dia para chegar. No segundo dia você conhece a vila, a praia, a Pedra Furada (uma boa caminhada) e o pôr-do-sol na duna (momento lindo!). No terceiro dia a pedida é fazer o passeio de buggy sentido oeste para a lagoa da Tatajuba, Mangue Seco e "pesca" do cavalo-marinho. Esse passeio custa em média R$100 para 2 pessoas. No quarto dia, indo pela Girafatur, antes de voltar para Fortaleza a jardineira/rural/pau-de-arara pára na Lagoa do Paraíso. De lá a (triste) volta para a capital se faz. Para quem for ficar mais um dia, há a opção do passeio leste que vai para a Árvore da Preguiça, Lagoa Azul e Lagoa Paraíso, também de buggy, mesmo valor para que o oeste. Essas lagoas digamos que é o ponto auge de Jeri, pois ficam as redes dentro d'água. Vida boa, vida massa.



Cartão postal de Jeri: redes nas lagoas. Vida difícil...




Lagoa do Paraíso
A VILA: tem cerca de 4 ruas e as mesmas não são asfaltadas, é chão de areia de praia. Desapeue do salto alto, havaiana é uma ótima opção de calçado.  Não há poste e à noite as ruas ficam iluminadas pelos restaurantes e pousadas. É tudo muito legal... Imagine ter forró, dj na praia e mpb a luz de vela no mesmo lugar? Tranquilidade é apelido. Agora INFO IMPORTANTE - aconselho você a levar dinheiro suficiente pra lá, pois não há banco. Que eu lembre tem apenas um caixa do Bradesco e o Banco do Brasil você pode sacar em dias utéis nos Correios. Não tem banco, mas o sinal do celular pega. Tem restaurante caro, tem lanche, tem mercadinho pra ajudar num pão com queijo que vira jantar... Quanto à alimentação não tem aperreio. E se você gosta de beber, a caipirinha/caipirosca de tudo que é fruta é A pedida de lá! 
Vida difícil...

Última foto antes do mergulho do celular :D
ATUALIZANDO: em Fevereiro/17 fiz bate e volta pra Jeri e valeu muito a pena, pois revi os principais pontos turísticos. Foi tão bom que meu celular caiu na lagoa do Paraíso, fiquei sem câmera e sem meio de comunicação, hahaha. O que me garantiu 3 fotos foram os amigos que fiz na viagem que garantiram um sorriso meu na Árvore da Preguiça, nas dunas e na Pedra Furada :)

Jericoacoara é um lugar perfeito pra descansar, se divertir, passear, pegar um bronze (mas com aquele banho de protetor solar, hein?) se apaixonar e agradecer a Deus pelas belezas naturais. Desapegue-se do equipamento eletrônico e delicie-se nesse quase paraíso. Aconselho, divulgo e, se pudesse, ia na mala de cada um pra voltar lá várias vezes. Boa viagem!


Nenhum comentário:

Postar um comentário