.: Lua, de Luana

Uma mulher que gosta de viajar e conhecer lugares/pessoas.
"Lua vai dizer" foi inspirada na música de Katinguelê, a "Lua vai iluminar os pensamentos dela". Sendo assim, pretendo iluminar os caminhos de vocês. Boa viagem! :)

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Chapada Diamantina - Bahia

Pôr-do-sol no Inácio
O Parque Nacional da Chapada Diamantina é bem extenso. De Salvador para Lençois (cidade que fiquei hospedada e, pra mim, é o centro da Chapada) são 417km. A Bahia é um estado tão grande que parece um país, então por aí você tira a distância das cidades...hahaha.
COMO CHEGUEI: Em Abril/2016. Após o trajeto de avião Recife-Salvador, segui para a rodoviária e peguei o ônibus Salvador-Lençois pela Rápido Federal. A passagem custa em torno de R$78 e a viagem dura 6h. É um pouco cansativa, mas para a Chapada a melhor opção (porém não a mais barata nem com opções de horário) é de avião até o aeroporto de Lençois Horácio de Mattos.

Cores da Chapada
~ Viajei sozinha ~ Para muita gente é um absurdo uma mulher sair por aí sozinha, em um lugar estranho, com gente que não conhece. Gosto do desafio de aprender, de conhecer pessoas, de me aventurar e no final ter a certeza que de tão bom não podia ter sido diferente. Como eu sou a minha própria agência de viagens, depois de comprar as passagens, reservei o Hospedaria Tayrona pelo Booking (site prático de hospedagens - albergue, hotel, pousada) e os passeios lá. Pra mim, 4 dias inteiros seriam suficientes para desbravar a Chapada, aproveitar tudo... Deu não, me enganei :/


HOSPEDAGEM: escolhi a Tayrona porque era perto da rodoviária (e chegando lá você descobre que tudo é perto de algum lugar, hahaha. A cidade é pequena e bem aconchegante) e pelo site bem organizada. De fato foi. Café da manhã variado, rua calma e pertinho do centro. Preço acessível e de acordo com o serviço que tive, gostei. Em Lençois tem várias opções de albergues, pousadas e hotéis, basta você pesquisar os preços e ver suas prioridades. A minha sempre é uma cama confortável, banheiro limpo, boa localização e um bom café.

Cachoeira do Mosquito
PASSEIOS: tive uma certa dificuldade em ver agências de turismo, valores e que lugares conhecer. Muitas respondiam meu email, mas quando informava que ia sozinha o contato sumia. Tem agência que só gosta de fechar grupo$ porque é mai$ vantagem, né? $ó pode. Pedi a pousada uma indicação e eles me deram o da Chapada Adventure Daniel. Tiro e queda! Não podiam ter me indicado agência melhor. Por email já fechei os 4 dias de passeio e há quem diga "é louca?". Bom, me joguei na confiança. O site deles é bem informativo, explica tudo, mostra tudo e tive bom retorno por email. Super pacientes na minha indecisão em "o que vou conhecer? É muita coisa!" já sai de Recife com a programação feita. Roupas separadas, lá fui eu!
PRIMEIRO DIA
Fiz o roteiro parque da Muritiba com Cachoeira do Mosquito. Serrano fica em Lençois e junto a eles têm um conjunto de cachoeiras, salão das Areias Coloridas, Poço Halley e linda vista da cidade. Não sabia, mas a caminhada estava apenas começando. Saiba logo de uma coisa: caminhada lá é com aventura. Você sobe, desce, passa por pedra, areia, estica, alonga. Não é como andar no calçadão da praia. Eu que sou levemente sedentária cansei um pouco, mas ao final de cada dia o corpo estava renovado. Após um bom almoço em Lençois (faz parte do pacote do passeio) seguimos (eu e aquele monte de povo desconhecido que fui fazendo amizade, hahaha) para a cachoeira do Mosquito. Esta cachoeira tem esse nome porque "mosquito" antigamente eram os "pequeninos diamantes" que de tão pequenos pareciam mosquitos. Eu, banhada de repelente, jurando que ia pegar dengue e chicungunha lá. Quem me dera ter um "mosquito" desse... Mosquito foi uma das cachoeiras que mais gostei. Alta, entre paredões, meio isolada. Belíssima imagem! Chegando na pousada já fui dormir, afinal, depois dos 15 anos a disposição da pessoa já não é mais a mesma.

Cachoeira do Diabo

SEGUNDO DIA
Gruta Lapa Doce
gruta da Pratinha
Grutas, rios e o sol me esperavam. O dia amanheceu nublado e o guia foi logo dizendo "se ficar assim ou a gente conhece o morro do Pai Inácio agora ou corre o risco de não conhecer, pois se chover a gente não pode subir". Arriscamos deixar para o final do dia. A primeira parada foi no rio Mucugezinho, poço do Diabo seguido de um bom banho na cachoeira do Diabo. "A água está geladíssima", porém revigorante. Próxima parada foi na gruta Lapa Doce, onde você relembra (se não gazeou as aulas de Geografia) as estalactites, estalagmites e formações rochosas. O silêncio e a escuridão chegam a assustar! Almoçamos no restaurante da gruta e seguimos para a gruta da Pratinha, que eu já tinha visto nos blogs e era linda. Conclui que é mesmo! Água azul e transparente, fiz a flutuação (paga R$40 - paguei porque sabe lá quando volto ali novamente, mas é carinho) na
Após o incêndio, a vida ressurge
 gruta e em certos momentos têm 5m, 10m de profundidade. Escuridão total, só vemos os peixes por conta da lanterna. 
Morro do Pai Inácio
O rio Pratinha fica ao lado, de águas claras e mornas, além de profundidade de 1m. Rasinho, você nada tranquilo e sem querer sair dali. Nesse meio tempo São Pedro atendeu as orações e colaborou com o sol. O céu estava azul, por sorte e destino, então seguimos para o morro do Pai Inácio. Vista espetacular lá de cima, depois de uns 20minutos só subindo. É um verdadeiro lugar de gratidão a tudo! Pra mim o pôr-do-sol, assim como o nascer, são dois momentos espetaculares do dia. Você agradece, pede, relembra, reflete diante de tanta beleza. Fechei o dia de forma linda!
Vista da Cachoeira da Fumaça. Consegui!

TERCEIRO DIA
Riachinho
O dia mais temeroso, pois era a trilha mais pesada do meu roteiro. A Cachoeira da Fumaça consta de 12km de trajeto (6km de ida), sendo os dois primeiros quilômetros apenas de subida. Ufa! No dia anterior fui na agência já pensando em desistir, haha. Esta cachoeira não estava tão cheia, pois ela não é "abastecida" por rios e sim por chuva. O efeito da água que cai da cachoeira, mas que com a ação do vento traz a água pra cima, lembra uma fumaça. No período que fui tava uma fumacinha, a cachoeira não estava tão robusta, mas deu pra ver o efeito e a beleza que ela tem. Compensou subir aquilo tudo e admirar a grandiosidade do nosso mundão! Após um delicioso lanche pra aguentar a trilha de volta (6km), afinal, dizem que pra descer todo santo ajuda (mas às vezes o santo está cansado e fica lá por cima mesmo) fomos para o Riachinho revigorar o corpo com um bom banho de cachoeira. Água gelada só serve pra isso mesmo, hahaha! E de lembrança trouxe uma garrafa com mel da região, uns dos melhores do Brasil.  

QUARTO (e último) DIA
Passeio de barco no rio Marimbus
Pra fechar o roteiro da Chapada, um roteiro bem light. O passeio de barco a remo pelo rio Marimbus é uma amostra grátis do Pantanal. Garças, flores e diversas vegetações fazem parte das belas imagens. Após um almoço regional
rio Roncador
fomos para o rio Roncador, onde piscinas naturais de águas geladas (sim, acostume-se) tornaram minha tarde e meu fim de viagem simplesmente inesquecível. Pequenas quedas d'água, banho de cachoeira e horizonte natural fazem do Roncador um lugar pra você roncar mesmo... A vontade é de ficar ali, ao som da água corrente, do vento fresco e do contato com a natureza.   
cidade de Lençois a noite
Para a próxima viagem quero conhecer o Poço Encantado e Poço Azul. Tem um roteiro em que você conhece os poços (que ficam beeem distantes de Lençois), dorme em Mucugê e de manhã segue para a cachoeira do Buracão (uma das TOP de lá). Voltei da Chapada com a sensação de não querer voltar... Agradeço mais uma vez ao pessoal da Chapada Adventure pela assistência, alegria dos guias, qualidade do serviço e atenção. Nunca fui tão bem atendida! Quanto a Lençois a cidade é bem tranquila, onde você desapega do celular (o meu virou câmera), um lugar de reflexão e valorização da natureza. Indico a quem gosta de aventuras pois, ao fim de toda a viagem, "andei" 32km em 4 dias. Faria de novo e sempre.

Beijos molhados como cachoeira.

(Voltei em Junho e novos roteiros AQUI)

4 comentários:

  1. Demais, parabéns pela experiência e pela coragem, estarei indo no feriado de 7 de setembro em uma excursão, suas dicas foram muito satisfatórias e que você continue sempre postando suas novas experiências. Tudo de bom!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Thiago, espero que goste da Chapada assim como eu gostei. Obrigada pelo elogio do blog e continue acompanhando... Novos roteiros virão.

      Boa viagem desde já :)

      Excluir
  2. Parabéns Luana!
    Tuas dicas estão me ajudando a preparar minha viagem a Chapada. Irei em Dezembro.
    Obrigada!!
    @anitadrp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anita, bom dia.
      Muito bom saber disso! Espero que sua viagem seja tão maravilhosa como a minha foi! :)

      Beijao

      Excluir